Posts about social projects, happiness and random thoughts.
Hugo Menino Aguiar

Viajar e conhecer o genuíno

295061_10150731208403316_1270701917_n

Já era final do dia, estava cansado e resolvi descer até à zona comum do hostel. Sentei-me no sofá a olhar em volta e lá vi ao fundo 3 livros que diziam na lombada “guest book”. Agarrei num e comecei a ler as várias estórias até que cheguei a uma que me chamou a atenção, “Tantas pessoas deixam que o medo e o dinheiro as impossibilitem de concretizar sonhos… Obrigado hospitalityclub por todas as experiências!”

Fiquei ali até que os computadores do hostel finalmente ficassem livres. O site tinha na entrada (ainda tem hoje!) a seguinte descrição: “Gostas de conhecer pessoas de outras culturas, de viajar e de ajudar o outro? Então este lugar é para ti…”, e era. O hospitalityclub permite ficar hospedado por períodos curtos de tempo, em casa de pessoas que pertençam à comunidade, ou receber viajantes em casa.

Eu gosto da proximidade aleatória. E ainda bem. Porque estar disposto a ficar a viver em casa de alguém que não se conhece, enquanto se viaja por um lugar que não se conhece e, na maior parte das vezes, a ter que dormir no sofá da sala ou do quarto tem muito de proximidade aleatória e de confiar no “outro”.

Em 2006 comecei a usar o hospitalityclub depois passei a usar o couchsurfing. Também fiquei em alguns hostels. Gosto de pessoas, gosto de comer frango com as mãos, de comer caracóis e de ver dançar o bailarico. Estes programas permitem conhecer o genuíno de qualquer canto do mundo. Sem medo e com pouco dinheiro.

Numa viagem à Polónia, eu e a minha irmã  ficámos em casa da Domi, que vivia com os pais. Quando chegámos ao apartamento que ficava numa zona pobre de Varsóvia percebemos que ela ia dormir no chão da sala para que nós pudéssemos ficar no quarto. “É isto justo?”. Na manhã seguinte o pai que só falava polaco fez o melhor pequeno almoço daquelas férias. No inglês trapalhão da mãe percebemos o  “obrigada pela oportunidade de vos receber, a minha filha tem viajado tanto assim…”. Nestes programas não é preciso receber ninguém em casa para poder ficar noutras, enquanto se viaja. Mas o sentimento de “dar quando se recebe” é flagrante.

Vivi momentos bons e conheci pessoas fascinantes. Desde a Sibéria até São Francisco e a passar ali no Porto onde vive o Fernando que já recebeu mais de 2200 pessoas de todas as partes do mundo.  É uma forma excelente de aprender línguas, conhecer culturas e lugares. Ter onde dormir é bónus.

Provavelmente muito do que faço hoje é consequência de várias destas experiências.

E até breve, ainda não estive em todo o lado mas está na minha lista.

in REGIÃO DE LEIRIA – 20 Junho 2013

Este vídeo é antigo mas já o Fernando tinha recebido mais de 1500 pessoas em casa.

Links

CouchSurfing  – Tem 3 níveis de segurança e comunidade gigante.

HospitalityClub – Menos popular, comunidade mais antiga e mais pequena. Ainda há muita gente que usa.

Segurança

A comunidade cresceu e recentemente houve relatos de algumas experiências negativas no couchsurfing. É importante que o bom senso impere. Isto é, cuidado na avaliação de perfis das pessoas que se recebe em casa ou das pessoas com quem vamos ficar. O couchsurfing tem níveis de segurança mas nada impede que uma pessoa que não tenha ultrapassado nenhum nível possa participar. Na dúvida comuniquem apenas com quem já ultrapassou todos os níveis de segurança e que tenha referências de embaixadores couchsurfing da cidade onde vivem.

 
Comments
 
Comments

Ser “CouchSurfer”, o que é? Com estes 5 últimos anos de experiência vivida, recebendo em minha casa até hoje 2211 CSurfers de 100 países diferentes, aquilo que posso afirmar, com toda a convicção, é que é uma agradável, interessante e mesmo muito saudável forma de VIVER a vida!!!
Tenho 65 anos… e o comentário que faço a mim mesmo é: QUE PENA ESTE http://www.couchsurfing.org , COM TODAS ESTAS POTENCIALIDADES, NÃO TER SURGIDO 50 ANOS ATRÁS…
Este MUNDO hoje seria bem diferente, e muito melhor!!!
Sejam TODOS muito benvindos a esta acolhedora cidade do PORTO!!!

Fernando Nunes